Melhores Postagens

Archive for Maio 2013

O último capítulo da saga

By : Marcelo Milani

O Início do Fim

Saga - O Início do Fim, Capítulo Final!

Olá pessoal do Mundo Aston, este sábado dia 19 de maio chegamos ao final de uma longa saga. A história do pirata renegado Jack Sword e da incrível filhas das sombras Ennya chega finalmente ao fim. E para você que não este na sala e perdeu este fascinante fim de uma mesa de RPG que tem deixado marcas incríveis em seus jogadores, estamos postando o capítulo final aqui no blog. Pena que Barbosa não esteve com a gente.

Cena 01 - O Poder infinito

Ennya se vê preocupada em atacar suas próprias criaturas. Ela está preocupada em ter Derivard ainda como seu aliado. Nesse momento ela é advertida por Derivard que ela fez uma má escolha em ter ido contra as ordens de Tenebra e atacado seu próprio castelo destruindo Shadownheart. E nesse exato momento ela percebe a enrascada em que se meteu. Pois as nuvens do céus se ajuntam em forma de raios e trovões e um vento descomunal sopra de forma sobrenatural. Tenebra então tem uma conversa franca com Ennya.

-Você desobedeceu minhas ordens Ennya, agora sofrerá as consequências.

-Eu não tenho medo de você Tenebra. Ennya fala de forma firme a confrontar sua própria mãe.

-Por sua rebeldia lhe darei um castigo para que se lembre de quem tu és. Até que me peça perdão, eu lhe darei metade de minha força infinita e te prenderei em Aston para que seja caçada pelos reinos civilizados até que venha pedindo clemência a mim.

E desta forma Ennya Recebeu metade da força infinita de sua mãe . Dentro de um poderoso vórtice de energia, Ennya recebeu o seu presente nada desejado. A princesa das sombras foi aprisionada em Aston sem poder ir para qualquer outro plano. Isso a impediria por exemplo, de se refugiar em outros lugares como no próprio submundo onde ela comandou por pouco tempo o Horda das Sombras. Isso Para Ennya, Aston é um lugar hostil e ela sabe que jamais terá sossego. Quando o diálogo nada amistoso acabou, Ennya estava sem saber como reagir. Foi então que Derivar tentando olhar diretamente em seu rosto não conseguiu fixar seu olhar. Algo terrível havia acontecido e aterrador com seus rosto. Seu poder divino era tão esplendoroso que ele mal conseguia olhar para a filha de Tenebra. Ennya havia fica maravilhosamente linda com seu rosto iluminado pelo brilho fulgurante da lua (essa parte não foi bem especificada durante o jogo), e Ennya nesse momento era um totalmente divino. então ela percebe a voz de Tenebra eclodir no espaço mais uma vez, Terebra acaba de dar ordem a todas as criaturas da noite eterna para atacar os exércitos de Ontária e dominar Aston.

Cena 02 – O rei dos elfos dos céus

batalha final 02Amanda, a princesa filha do rei Maximus Barathorm se encontra em grandes apuros. Em meio a luta ela viaja em seus pensamento lembrando que em toda sua vida ele lutou para ser uma amazona mesmo quando seu pai quis a ela al totalmente diferente. Fugindo dos fuxicos e devaneios da vida do clero, ela alcançou a confiança do pai impedindo que sua lendária espada Excalibur fosse raptada. Depois de seu treinamento, ela se torna uma protetora do reino e nesse momento ela volta para o campo de batalha. As criaturas da noite eterna estão muito fortes e nesse momento Amanda entende que não tem chances de vencer. Ela começa a ser atingido por várias criaturas e uma em específico a golpeia diversas vezes.

Nesse momento Balmung e Jack estão indo de encontro a Ennya, quando Balmung presente um pedido de socorro de Amanda. Sem entender muito, ele percebe que precisa encontrá-la, pois como um elo empático, um pedido de socorro, ele se despede de Jack que parte em busca de Ennya.

em meio ao caos da batalha, Balmung vê Amanda caída em batalha. Ele mata diversas criaturas que caem sobre o corpo de Amanda. Rapidamente ele a resgata mas percebe seus graves ferimentos. Mal conseguindo abrir seus olhos, ela se despede de Balmung em seu leito de morte. “Você veio me levar para casa meu anjo?”. então ela dá seu suspiro final.

Eis que espantosamente, Shadownheart reaparece se regenerando de corpos caídos de suas criaturas. Ele descobre que Amanda e o elfo são amigos de Ennya e então diz que vai se vingar de Ennya por ter mandado as criaturas o atacarem e destruído sua torre da noite eterna. Ele parte para cima de Balmung que com seu arco e bons dados jogados tirando um 6, ele abre um imenso buraco no peito do general sombrio destruindo seu coração. Sua única parte do corpo que não se regenera caindo em batalha.

Voando para Casa

Balmung desesperado por perder Amanda voa para o castelo do rei Maximus. Lá ele entrega a filha morta nas mãos do pai que não acredita no que vê. Arrasado Balmung se desculpa com o rei “-Eu cheguei tarde demais…”, nesse momento o rei Maximus beija a filha ainda no colo de Balmung. Quando tudo parecia perdido e sentindo um peso imenso nas costas por se sentir culpado, Balmung sente uma mão em seu ombro. Ao olhar para cima, ele percebe dezenas de elfos dos céus voando em círculos e descendo até ele. Atrás dele, sua mão, a rainha Crystal lhe fala sobre a vida dos elfos dos céus. “- Honra, coragem, sabedoria e amor ao próximos, você entende o que isso significa?”. quando Balmung responde que sim, ela lhe diz que ele está pronto para ser Rei supremo dos elfos dos céus e que a última lição, a lei do sacrifício ele aprenderia somente quando se tornasse pai. e assim ela se despede de seu filho ao dar a vida por Amanda. Usando um milenar encantamento, a rainha Crystal transfere seu coração para Amanda que volta a vida. Balmung e Amanda se beijam enquanto veem o corpo de Crystal se transformar em milhares de borboletas coloridas.

Cena 03 – O destino de Ennya

capitulo finalJack está em seu estado de cavaleiro divino. Transformado em Victoria, seu destino é matar  Ennya e destruir as forças da noite eterna. Quando Ennya percebe Victória se aproximar, Derivar o sexto general das sombras, diz para ela fugir. Ela diz que vai enfrentá-lo e tem um plano. Pede para Derivard ir até Tenebra e destruir as outras esferas das sombras e impedir o aparecimento das outras torres das sombras. derivar diz então que todo general pode plantar uma torre, mas para destruí-las, ele precisava do selo de aprovação de Ennya. estendendo a mão para receber o selo, ennya sente algo de errado no ar e muda rapidamente de decisão pedindo a ele para continuar a lutar. Derivard então se sente frustrado, pois seu plano junto com os outros generais das trevas era derruba-lá e esse ao lhe ser negado o selo, Derivard perde sua primeira chance para matar Ennya (isso não foi revelado na aventura).

Quando Victoria e Ennya se encontram ennya quer saber porque Victoria deseja tanto matá-la. Ele fala que o destino os criou para isso e revela que Ennya nasceu unicamente para dar início a noite eterna. (Outra coisa não revelada, é que todas Tenebra sustenta a noite,mas com suas filhas existe a possibilidade de se criar uma noite que dura 24 horas).

Victoria fala da necessidade de destruir Ennya e então a batalha se inicia. Ennya percebe que Victoria é muito forte e seus golpes são na velocidade da luz. Nesse momento Derivard estende a mão a Ennya o ferecndo ajuda (Na verdade ele quer roubar o selo). Quando ennya nega sua ajuda ele fica furiosos e sem pensar e realiza seu mais poderoso feitiço. ele lança a magia chamada “Prisão da última escolha”. Um lugar onde poderes divinos são aprisionados e somente um ser sobrevivente  pode quebrar a prisão.

Apavorada, Ennya se vê num dilema. Ser derrotada por Victoria e deixar Jack viver, ou morrer e matar Victoria, consequentemente matando Jack. A batalha segue seu curso e quando ennya percebe após alguns golpes que ela não pode vencer, ela lança suas correntes sombrias e sua espada ao chão.: “-Poder fazer?”. Victoria não entende a rendição. querendo uma luta ela pede para Ennya lutar. Ao se negar, Victoria chuta seu rosto. Ao se negar novamente a lutar Victoria, o cavaleiro divino levanta sua espada para executar Ennya e quando a espada está próxima de sua garganta, o destino lhes prega uma peça.

Ennya sente seu ventre se mexer, e um pequeno chute em sua barriga revela algo surpreendente: “-Você também sentiu isso Ennya?”. Nesse momento a armadura Victoria que dominava Jack se abre deixando o rosto do pirata emocionado aparecer. “-Você está esperando um filho meu!”. De alguma forma o bebê no momento derradeiro cria um elo entre o casal revelando ainda no ventre sua existência.

Jack pede para Ennya que quer que seu filho sobreviva e cresça. Diz também que logo perderá as forças e Victoria o dominará novamente. ele implora para Ennya o matá-lo e se despede de sua Amanda. Com o coração em grande  aflição, Jack usa suas correntes para dar um ataque final usando seu poder infinito. E ao se despedir do pirata Jack Sword ela atravessa suas correntes o peito de Victoria.

Subitamente, Ichigo o único general que não se rebelou contra Ennya aparece usando um laço empático com Ennya. Ele contra que a prisão é feito para escolhe rum campeão mas humilhar os deuses. Quando Ennya sair da prisão, ela perderá todos os seus poderes divinos e seu rosto será apagado da memória das pessoas sendo lembrado apenas por aqueles que são realmente seus amigos.

E assim o capítulo final se desenrola com Ennya e seu filho sobrevivendo diante do trágico e emocionante fim de Jack Sword.

image

Será o fim de Jack Sword?

Um mês se passa e Iris, a clériga de Marah encontra Ennya que vive isolada em uma pequena vila simples do reino. Lá ela entrega uma carta escrita sabe por quem? nada mais nada menos que Jack Sword e julgando ser uma brincadeira de mal gosto, Ennya vai em busca de um pedido de seu remetente: “Apenas os deuses morreram. Me encontre na praia.”

Como será esse reencontro entre Ennya, Jack e seu filho? E como o pirata sobreviveu? somente ele poderá contar…

História escrita por Otenelo pena de prata – O bardo dos bardos

Chegou o fim!

By : Marcelo Milani

Slide1

Pois bem pessoal, chegou o fim da primeira temporada! Mais duas sessões e ai meus amigos, quem viveu as aventuras de Aston no incrível romance vivido por Jack e Ennya vai sentir saudades.

A grande verdade é que estamos num desfecho final. Em junho entraremos de cabeça na segunda temporada, o Legado da Redenção vem aí….

Nesta fase final tudo é possível, até o impossível. Essa é a frase que marca um final épico para um grupo de jogadores épicos e para um desfecho memorável.

Jack Sword se vê na pele do algoz de Ennya, a filha de Tenebra. Ambos viveram enormes aventuras e com o tempo se apaixonaram. Um amor proibido pois em seus calcanhares, as forças da noite eterna sempre colocavam um abarreira na felicidade dos dois. Ennya em busca de seu destino agora se vê em toda sua descoberta. Ela é a general suprema das horda da noite eterna, comandando os exércitos de sua mãe contra Aston em prol de um mundo onde a noite eterna prevaleça. Será esse o verdadeiro desejo de Ennya?

Personagens de AstonDurante a aventura muitos personagens deixaram suas marcas. Tivemos passagens rápidas como danúria o berseker e Hector o cavaleiro. Muitos NPCs marcantes como Amanda, a filha do rei Maximus que está presente no embate final. Iris a clériga da paz, que auxiliou Jack a ser uma nova pessoa. Nigolim que é um caso a parte e merece um texto só pra ele. Victória, a filha de Khalmyr, irmã de Ennya e a armadura sagrada incorporada em Jack que em sua união possuem uma outra personalidade. Eliminar Ennya e o mal. Coisa de loco não é mesmo?

Os vilões foram muitos. Ambos vinham de todos os lados. Desde o Protetor, responsável por aprisionar Ennya na prisão de Luz até Shadowhearth, general da torres negras e lacaio de Tenebra. Muita coisa rolou nessa aventura. Ents negros, vampiros, piratas no mar, soldados caídos, os cavaleiros avianos, os soldados da ordem da luz, ninfas, cavernas e florestas com perigos indescritíveis. Muita coisa rolou nessa sala.

Balmung, o elfo dos céus, regente de Vanila Sky se consagrou como o primeiro elfo alado a ser visto na terra. Teve seu reino invadido pela forças eternas e se mostrou um grande aliado para Jack e Ennya em sua jornada.

Tulio, o cigano, teve sua contribuição no eventos finais desta saga contemplando o poder e a transformação entre o bem e o mal. Sentiu na pela o que é estar na terras de Aston em meio a um grande conflito.

Nigolim, o goblin amaldiçoado, amigo inseparável de Jack, desapareceu em em meio a vários distúrbios na aventura, porém sem ser esquecido por Jack, ele foi de grande importância na trama. Agora o cenário do fim foi pintado e os seus resultados, só quem estiver na sala vai saber. Mas a gente vai trazer as notícias de Aston para vocês, podem ter certeza…

Considerações finais

Esta aventura só pode acontecer em prol d um jogadores muito especial. uma amiga nas noites dos dados e dos manuais 3det. Gostaria de dizer Elanor que sem você nada disso teria acontecido. Você é uma jogadora incrível, uma ótima interprete pois deu vida a um campanha séria, madura e evolutiva. Uma referência para mim dentro do RPG e sem falar… és uma amiga muito especial. Dedico a primeira temporada para você! @ Mestre reverencia Elanor!

Aos meus outros jogadores e amigos de sala. Vocês são importantes para nós, espero ver vocês na segunda temporada. Vlw gurizada, vocês são incríveis!

Poderes inimagináveis vão se combater. A noite ou o dia vai prevalecer? Jack vai realmente dizimar sua amada? O que acontecerá com Balmung e Tulio? será que sobreviverão a esse encontro?

Não percam o próximo episódio de Aston – O Novo Mundo! By Aspen

Slide6

 

Continua?

Indicação da Semana

By : Ennya


OS CAVALEIROS DO ZODÍACO




Salve Astorianos

A indicação é muito especial pra mim, alem de fazer parte do meu Top 5, foi o primeiro anime que eu assisti, e foi onde tudo começou.
Lá estava eu na idade terna, que ao vasculhar os canais de TV coloquei na minha querida Rede Manchete e dei de cara com uma cena de um desenho, onde mostrava um verdadeiro deus grego com o peito nu e longos cabelos cumpridos, fazendo uma pose muito elegante para atacar um baixinho desengonçado de cabelos marrons. Depois descobri que se tratava de um anime de nome Cavaleiros do zodíaco e aquela luta entre o Shiriu e o Seiya fazia parte do torneio galáctico (exatamente, bem no inicio do anime que ainda tocava aquela musiquinha: “os guardiões do universo podem vencer o mal...”) 
Claro que para mim ali foi o começo de tudo, mais para os cavaleiros, o inicio aconteceu bem antes. Tudo começou no ano de 1986 quando o autor, Masami Kurumada, iniciou a série originalmente chamada Saint Seiya. A primeira aparição aconteceu nas páginas do mangá Weekly Shonen Jump (uma espécie de revista semanal publicada pela Shueisha). Cada mangá tinha aproximadamente 400 páginas, com diversas histórias (a maioria era em preto e branco) e os capítulos dos Cavaleiros do Zodíaco foram publicadas até o ano de 1991.
Com o extremo sucesso, resolveram fazer o anime que ficou na responsabilidade da Toei Animation e o primeiro episódio foi ao ar no dia 11 de Outubro de 1986, pela TV japonesa ASAHI. No Brasil começou a ser exibido em 1994 pela inesquecível Rede Manchete (ai que saudade).



O anime com 114 episódios (o clássico) conta a saga de cavaleiros gregos que juraram defender a Deusa Athena (deusa da guerra e da sabedoria), que nasce em sua forma humana a cada 100 anos, de todos os perigos, dando até mesmo suas vidas se for necessário, dividida em 3 fases: A saga do santuário, a Saga de Asgard e a Saga de poseidon (apesar da saga de Asgard não existir no mangá, é a minha favorita).



Os cavaleiros seguem uma hierarquia, (uma pirâmide por assim dizer) representada em sua forma física no santuário de Athena, onde no topo está Athena em toda a sua gloria e poder, logo abaixo, o mestre do santuário (que comanda todos os cavaleiros e transmite as ordens de Athena), os cavaleiros de ouro, representando os 12 signos do zodíaco (que raramente deixam suas casas no santuário), os 24 cavaleiros de prata, representando constelações e os  cavaleiros de bronze que são os mais numerosos e os mais fracos dos defensores de Athena, suas armaduras (em sua grande maioria) representam animais. 



Com o avanço da historia na serie e os filmes surgem outros cavaleiros, como por ex: Os cavaleiros negros, cavaleiros fantasmas, cavaleiros de aço, cavaleiros de Asgard, os generais marinas, Guerreiros Deuses, espectros de Hades, cavaleiros celestiais entre outros.
A historia é contada através da visão de cinco cavaleiros de Bronze: Seiya cavaleiro de pegasus, Shiryu cavaleiro de dragão, Yoga cavaleiro de cisne, Shun cavaleiro de Andrômeda, e Ikki cavaleiro de fênix, cada um com suas características e seus medos, mais acima de tudo é uma história de amizade e companheirismo.
O anime rendeu cinco longas (filmes): O Santo guerreiro em 1987, A Grande Batalha dos Deuses e A lenda dos defensores de Athena em 1988, Os guerreiros do Armageddon em 1989 e o Prólogo do céu em 2004. 




Em 2002 é lançado a Saga de Hades, uma continuação da saga principal divida em 3 partes: A fase santuário com 13 episódios, a fase Inferno com 13 episódios e a fase Elíseos com 6 episódios (que foi uma média de dois anos de espera para ser concluída, ai meu coração). A saga de Hades na minha opinião começa muito bem e termina muito mal, talvez na presa de encerrar a saga, esmigalharam as ultimas lutas que poderiam ter sido melhores aproveitadas.




Em 2009 surge (o que eu chamo de “a fina flor”) o querido Lost Canvas divido em duas temporadas com 13 episódios cada. A história conta a guerra dos deuses anterior a saga de Hades, onde aparece a geração anterior de cavaleiros defensores de Athena conhecidos nos episódios clássicos (que na minha opinião os do Lost Canvas são muito mais legais), mais infelizmente não rendeu todo o sucesso esperado e a serie foi brutalmente interrompida.




Então em 2012 com uma geração influenciada por Bem 10, banda Restart, sandálias Crocs e os jogos de ação são obrigados a ter a opção ON e OFF do sangue surge o Saint Seiya Omega, uma animação feita pela Toei Animation “inspirada” na obra prima de Masami Kurumada.
Aqui sou obrigada a abrir um parêntese como fã incondicional da serie que sou: Saint Seiya Omega seria um ótimo anime se não levasse a marca dos cavaleiros, ou não tivesse “tentado” trazer de volta a vida os personagens clássicos. Quando assisti o primeiro episodio (tive que tentar) e me deparei com o meu querido Seiya usando um cachecol no pescoço? Me deu vontade de chorar. Perdoe aos que curtem o anime, estou apenas expressando a minha opinião pessoal; mas acredito que eles conseguiram matar toda a essência dos cavaleiros que existe nos episódios clássicos e que foi transmitida para o Lost Canvas, porem não chegou a alcançar o Omega.




Por toda a sua história Os Cavaleiros do Zodíaco continua sendo um clássico, e sua história rendeu desde jogos eletrônicos até os magníficos Cloth Myth (que eu queria ter toda a coleção), passando por cenários completos e manuais de RPG baseado em seu mundo místico.
Um detalhe importante, o Brasil possui um fã clube oficial que foi o principal responsável pela legenda em português do ultimo game lançado dos cavaleiros para PS3 e X-Box370, o Cavzodiaco, que sempre tem alguma novidade.




By Elanor

- Copyright © Mundo Aston - Date A Live - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -